É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Dicas de auto-cuidado e prevenção para pacientes HIV positivos

Ressecamento da pele

Ao longo da infecção pelo HIV, independente do tratamento, é comum a alteração da secreção das glândulas sebáceas com a diminuição desta e, consequentemente, um aumento progressivo do ressecamento da pele. Algumas drogas, como por exemplo o indinavir (Crixivam®), auxiliam no agravamento desta condição.

Sendo assim, os pacientes devem evitar o uso excessivo de sabonete, dar preferência àqueles à base de glicerina, em caso de mais de um banho ao dia reservar o uso do sabonete às áreas ditas “sujas” (áreas com grande quantidade de glândulas sebáceas e sudoríparas) como face, pescoço, axilas e regiões peri-anal e pubiana. Outra medida a ser adotada é evitar, sempre que puder, banhos muito quentes, e utilizar loções hidratantes após o banho.

Uma medida simples e barata, para aqueles pacientes com pele muito seca, é aplicar óleo de cozinha no corpo (principalmente girassol) 20 minutos antes do banho.

Micoses da pele

Para evitar a recidiva de micose nas unhas e pés, deve-se ferver as meias usadas, e enxugar bem entre os dedos com papel higiênico após o banho. Tratar os calçados pulverizando-os com Lysoform® e deixá-los secar ao sol.

Pacientes com candidíase oral devem escovar os dentes após ingestão de alimentos, inclusive líquidos, que contenham açúcar, como por exemplo refrigerantes, café com açúcar, etc. Outra dica é não esquecer de escovar a língua. Fazer bochecos diários, pelo menos 2 vezes ao dia, com água oxigenada de 10 vol. ou com bicarbonato de sódio diluído em água, ajuda na prevenção das recidivas.

Doenças infecto-contagiosas

Pacientes infectados pelo HIV devem evitar o contato com crianças com catapora ou molusco contagioso para evitar re-contaminação.

Pacientes que possuam gatos e cachorros de estimação devem evitar o contato direto com as fezes destes animais, devendo utilizar luvas ou plásticos para a limpeza dos dejetos.

Pacientes com sarna devem trocar a roupa de cama, banho e corpo diariamente, nos 4 primeiros dias de tratamento. A roupa deve ser lavada em água fervente, ou ser deixada de molho por 24 horas em sabão concentrado, ou em Lysoform®.

 

Colaboração: Dr. Marcio Serra – Dermatologista

E compartilhe!

Câncer de Pele

Saiba o que é e aprenda a se prevenir

O câncer da pele é um tumor formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicam-se de...

Saiba mais

Fale com o Doutor

Encontre um Dermatologista

Utilize o nosso sistema de busca para encontrar o dermatologista na localidade ideal para você!

Ir à Busca
Publicidade
Desenvolvido por Visana Comunicação