É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Pele das crianças: dicas e cuidados

pele das criançasA pele das crianças tem características diferentes das dos adultos e merecem cuidados especiais. Além disso, por terem a imunidade ainda em desenvolvimento, estão mais suscetíveis a alguns tipos de infecção.

  • Algumas crianças nascem com hemangiomas, que são manchas avermelhadas, algumas elevadas. Na maioria das vezes, não necessitam de tratamento, pois regridem sozinhas.
  • “Bolhinhas” com puz na pele ou feridas que não cicatrizam podem ser impetigo. Em alguns casos, a enfermidade pode desencadear uma doença que afeta os rins, a glomerulonefrite, portanto deve ser tratada logo no início.
  • O seu filho frequenta piscina e estão aparecendo uns “carocinhos” bem pequenos com uma depressão no centro ele pode estar com molusco contagioso. A doença também deve ser tratada logo no início pois se alastra com facilidade tornando o tratamento mais difícil.
  • Coceira na nuca pode ser sinônimo de piolhos, local predileto deles também no adulto. Procure por eles ou pelas lêndeas, pontos brancos aderidos aos fios, que são os ovos dos parasitas.
  • Se seu filho brinca em caixas de areia ou na praia e aparecer uma mancha avermelhada, coçando muito e fazendo um caminho sinuoso na pele, pode ser larva migrans, também conhecida como “bicho geográfico”.
  • Nem toda mancha branca que aparece após a praia, é “micose de praia”. Outras doenças, como a pitiríase alba ou deficiência de vitamina A podem ser a causa das manchas.
  • Se o seu filho toma mais de um banho por dia, evite a água muito quente e ensaboá-lo demais, o que pode provocar ressecamento e diminuir a barreira protetora da pele. Dê preferência a sabonetes suaves.
  • Coceira na dobra dos braços e atrás dos joelhos, acompanhadas de aspereza e vermelhidão, podem ser provocadas pela dermatite atópica, doença comum em crianças e “da família” da asma e rinite alérgica.
  • Evite cortar as unhas dos pés dos recém-nascidos muito curtas, principalmente se eles usam macacões com pé, pois isso favorece o encravamento das unhas.
  • Coceira pelo corpo, que piora à noite, atingindo principalmente abdômen, genitais, umbigo, espaços entre os dedos das mãos, axilas e punhos pode ser escabiose, principalmente se outros membros da família também estão coçando.
  • Bebês muito aquecidos por excesso de roupas podem desenvolver bolinhas avermelhadas principalmente no tronco e na região do pescoço. É a miliária ou brotoeja.

 

Colaboração: Dr. Aldy Barbosa Lima – Dermatologista

E compartilhe!
Desenvolvido por Visana Comunicação