É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

rea Mdica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Acne comedoniana: cravos abertos e fechados.

A acne é uma das doenças da pele mais frequentes, no entanto, nem todo quadro de acne é igual. Simplificadamente, podemos dividir a doença em acne comedoniana ou não inflamatória (somente cravos, também chamados de comedões) e inflamatória (com cravos e espinhas inflamadas).

Sendo uma enfermidade de longa duração, que afeta grande parte dos adolescentes e adultos jovens, nos quais as lesões podem provocar bastante incômodo, essa divisão é importante porque cada tipo é tratado de forma diferente, sendo o tratamento da acne comedoniana mais simples.



Acne comedoniana ou acne grau 1

Neste artigo, vamos abordar a acne comedoniana, também chamada de acne grau 1. Você pode conhecer os quatro graus da acne e suas manifestações clínicas no artigo sobre acne do ítem doenças da pele.

A acne grau 1 se caracteriza pela formação de comedões abertos (cravos pretos) e/ou fechados (cravos brancos).

– Comedões abertos ou cravos pretos

Os cravos pretos, também chamados de comedões abertos, aparecem nos folículos pilosos que possuem uma abertura mais larga que o normal devido a estarem obstruídos e dilatados por tampões formados por sebo e células que se desprendem da pele. Devido a uma reação química de oxidação provocada pelo contato com o ar, estes tampões ganham colaração enegrecida, dando a cor característica dos cravos pretos. Além disso, o conteúdo se resseca e endurece.

– Comedões fechados ou cravos brancos

Os cravos brancos, também chamados de comedões fechados, ocorrem em folículos pilosos que contém o mesmo tipo de material que os abertos mas possuem uma abertura microscópica para a superfície da pele. Como o ar não alcança o material dentro do folículo, a reação de oxidação não ocorre e o conteúdo se mantém branco e amolecido.

acne comedoniana

Cuidados com a pele com acne comedoniana

A chave para se obter a melhora da pele é persistência, já que não existe um tratamento que resolva o problema definitivamente da noite para o dia. Usando os cuidados adequados diariamente, bons resultados serão atingidos.

Cravos não são o resultado de sujeira e lavar excessivamente a pele com sabonetes agressivos não vai ajudar, além de poder irritar a pele. Além disso, o ressecamento provocado pelo exagero de lavagens pode estimular a produção de mais oleosidade, agravando o quadro.

É importante evitar o uso de maquiagem e produtos faciais, como hidratantes e filtros solares, que contenham óleo nas suas fórmulas, devendo-se usar apenas produtos que informem ser livres de óleo (oil-free) ou não comedogênicos nos seus rótulos.

Tratamento

Existem várias opções de tratamento e não há necessidade de sofrer por causa da doença. O médico dermatologista é o profissional capacitado para tratar a acne de qualquer tipo e pode indicar o melhor tratamento para cada paciente.



Medicamentos de uso local, sob a forma de cremes, géis ou loções, que promovem a desobstrução dos folículos pilosos, regulam a forma como as células da pele se multiplicam e a produção de oleosidade, assim como alguns tipos de sabonetes e esfoliantes, podem trazer bons resultados quando corretamente indicados e utilizados.

Ao contrário do que se dizia durante muitos anos, a dieta não é a causa da acne mas tem influência sobre a sua evolução, devendo-se evitar alimentos que aumentem o teor de açúcar do sangue e o leite e seus derivados.

A limpeza de pele executada por esteticista capacitado pode ajudar bastante, principalmente para a remoção de comedões abertos, desde que seja executada sem ferir a pele.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista

E compartilhe!
Desenvolvido por Visana Comunicação