É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Siga-nos:
Publicidade

Menu

Queimaduras

O que é?

Queimadura é o dano provocado à pele e outros tecidos por agentes com alta temperatura como o fogo, líquidos aquecidos, vapor ou objetos quentes. A radiação e substâncias químicas também podem provocar queimaduras.

A queimadura pode provocar a destruição parcial ou total da pele e até de outras estruturas situadas abaixo dela, como músculos, tendões e ossos.

Manifestações clínicas das queimaduras

De acordo com a profundidade da pele atingida pelas queimaduras, elas são classificadas em queimaduras de primeiro grau, segundo grau e terceiro grau.

Queimadura de primeiro grau: atinge as camadas superiores da epiderme. Caracteriza-se por vermelhidão, edema (inchaço) e dor no local. Não provoca a formação de bolhas. É comum ocorrer descamação fina da pele depois de alguns dias.

queimadura

Queimadura solar

Queimadura de segundo grau: pode ser superficial, quando atinge a epiderme e parte da derme, mas preserva grande número das raízes dos pelos e glândulas. Provoca vermelhidão, edema (inchaço), formação de vesículas e bolhas que, quando se rompem, deixam feridas erosadas, superficiais, de coloração rósea e superfície úmida. A dor é intensa. Após a cicatrização, a recuperação da pele pode ser completa ou resultar em manchas residuais. Quando a queimadura de segundo grau é profunda, destruindo completamente a derme, a dor é menos intensa, as feridas são menos avermelhadas e a cicatrização pode deixar cicatrizes.

queimadura

Queimadura por vapor

Queimadura de terceiro grau: provoca a destruição total da pele, atingindo a epiderme, derme e anexos cutâneos (pelos, glândulas…). Pode atingir estruturas abaixo da pele, como o tecido subcutâneo, músculos, tendões e ossos. A lesão é ressecada, de coloração esbranquiçada ou escura, formando crosta de tecido desvitalizado que, ao ser removido, deixa ferida ulcerada. A cicatrização dá origem a cicatrizes endurecidas e fibrosas, que podem adquirir aspecto queloideano, ocasionar retrações e restrição de movimentos.

Tratamento

É importante que não seja colocado nenhum produto na queimadura (pasta de dente, manteiga…). Não ajudam em nada e atrapalham a limpeza das lesões, caso seja necessária. Nem mesmo os cremes para queimadura, vendidos nas farmácias, devem ser colocados sem a orientação de um médico.

Queimadura de primeiro grau: imediatamente coloque e mantenha a área queimada sob água fria ou compressas frias, para aliviar a dor e combater o edema. Cremes com corticosteróides e medicações analgésicas e/ou anti-inflamatórias são indicados em alguns casos.

Queimadura de segundo grau: o mesmo procedimento para as de primeiro grau. As bolhas só devem ser esvaziadas em alguns casos, por um médico, mantendo-se o teto da bolha, que funcionará como proteção para a pele subjacente. As áreas erosadas devem ser cobertas com curativos contendo substâncias umectantes, de acordo com a orientação do médico, e cuidados antibióticos devem ser tomados para se evitar uma infecção.

Queimadura de terceiro grau: após a limpeza da ferida, esta deve ser coberta com curativos como indicado para a queimadura de segundo grau. Em alguns casos pode ser necessária a realização de tratamento cirúrgico, com desbridamento (remoção de tecidos necrosados) e enxerto de pele.

Atenção: queimaduras que afetam áreas muito extensas do corpo, mesmo que superficiais, podem representar risco de vida. Procure imediatamente atendimento médico.

 

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista

Compartilhe!

Câncer de Pele

Saiba o que é e aprenda a se prevenir

O câncer da pele é um tumor formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicam-se de...

Saiba mais

Fale com o Doutor

Encontre um Dermatologista

Utilize o nosso sistema de busca para encontrar o dermatologista na localidade ideal para você!

Ir à Busca
Publicidade
Desenvolvido por Visana Comunicação