É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Preenchimento cutâneo para rugas e sulcos

O preenchimento cutâneo é uma técnica utilizada para a correção de sulcos, rugas e cicatrizes. Consiste na injeção de substâncias sob a área da pele a ser tratada elevando-a e diminuindo a sua profundidade, com consequente melhora do aspecto.

A técnica, desenvolvida por dermatologistas, pode ser realizada no consultório, sendo um procedimento rápido e que, na maioria das vezes, não necessita nem mesmo de anestesia.



Para pessoas mais sensíveis, se desejado, podem ser utilizados anestésicos tópicos, sob a forma de cremes, aplicados 30 a 60 minutos antes do preenchimento, para atenuar a sensação da picada da agulha.

O preenchimento cutâneo é muito utilizado para atenuar o sulco nasogeniano (aquele que se acentua com o sorriso e vai do canto do nariz ao canto da boca) ou os sulcos ao redor dos lábios.

preenchimento cutâneo

Preenchimento do sulco nasogeniano

Também é usado para aumento labial, correção de cicatrizes de acne e reposição volumétrica em áreas da face onde ocorre perda de gordura com o envelhecimento, como as regiões laterais (bochechas).

O preenchimento também pode ser utilizado para a correção de olheiras e do contorno mandibular.

Preenchimento cutâneo: temporário ou definitivo

Entre as substâncias mais utilizadas para realizar o preenchimento cutâneo estão o ácido hialurônico e o metacrilato.

O ácido hialurônico (Esthelis, Juvederm, Perfectha, Rennova, Restylane…) é considerado um dos produtos mais seguros para a realização do preenchimento cutâneo e, por isso, tem sido o mais utilizado dos preenchedores.

Apesar de ser produzido em laboratório, o ácido hialurônico é um componente natural da derme, segunda camada da pele, não causa alergias e dispensa testes prévios. A duração do preenchimento varia de 6 a 12 meses, sendo necessária nova aplicação após este período.



Muito usado para o preenchimento dos sulcos nasogenianos e para aumento dos lábios, o ácido hialurônico também apresenta uma forma mais fluida para aplicação em rugas finas, como aquelas ao redor dos olhos (pés de galinha) ou dos lábios (apelidadas de código de barras).

Uma outra apresentação do ácido hialurônico é utilizada para aplicação mais profunda e em maior volume, para recuperação dos contornos faciais.

Uma outra opção de uso é o aumento do volume labial, para mulheres que tem lábios muitos finos ou cujos lábios, com o passar dos anos, perderam volume devido ao envelhecimento.

Já o metacrilato é um preenchedor definitivo. Por não ser reabsorvido pelo organismo, seus resultados são duradouros e é mais utilizado para correção de sulcos profundos e para alteração do contorno corporal. A substância é aplicada mais profundamente e pode ser usada em maior volume.

O metacrilato tem sido largamente utilizado para a correção da lipodistrofia decorrente do tratamento de pacientes com HIV/AIDS.

Preenchedores com estímulo à produção de colágeno

Uma outra linha de preenchedores busca o estímulo à produção de colágeno pelo organismo, que será o responsável pelo preenchimento das rugas. Entre eles estão o ácido polilático (Sculptra) e a hidroxiapatita de cálcio (Radiesse).

Os dois produtos também tem sido utilizados para o preenchimento das mãos naquelas pessoas que, com o envelhecimento, perdem gordura deixando depressões entre os tendões dos dedos.



Lipoescultura

Uma variação desta técnica é o auto-enxerto de gordura, na qual retira-se gordura de uma área do corpo onde esteja em excesso (através de lipoaspiração) e injeta-se sob a ruga elevando-a.

Este procedimento é mais trabalhoso, exige anestesia e outros cuidados para a obtenção do material gorduroso a ser injetado. Ideal para aqueles que desejam livrar-se de gorduras extras em áreas localizadas e vão se submeter a uma lipoaspiração. A gordura retirada será então aproveitada para o preenchimento cutâneo. Uma parte da gordura injetada é reabsorvida porém boa parte dela permanece definitivamente no local. A técnica tem sido chamada de lipoescultura.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista

E compartilhe!
Desenvolvido por Visana Comunicação