Bronzeamento caseiro acaba no hospital

Duas garotas foram internadas em estado grave

As meninas, de 15 e 22 anos, tentaram se bronzear usando chá de folhas de figo e tiveram queimaduras de segundo grau. Elas acharam que como esperaram o líquido esfriar, ele não queimaria a pele. Quando chegaram ao hospital, em Pitangueiras, na região de Ribeirão Preto, tinham 50% da superfície corporal queimada: rosto, pescoço, tórax, abdomen, parte dos braços e coxas.

As pacientes estão isoladas para evitar o risco de infecção e seu estado de saúde é grave. Segundo o diretor do hospital, as meninas estão sendo tratadas com antibióticos, analgésicos para dor e soro hidratante. Existe a possibilidade de que a mais velha precise ser submetida à uma cirurgia plástica reparadora.

Acidente é comum

Algumas pessoas ainda cultivam o hábito de utilizar substâncias caseiras para bronzear a pele, sendo relativamente comuns os casos de queimaduras. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Márcio Rutowitsch, tanto as folhas de figo como as frutas cítricas têm substâncias fotossensíveis, que são liberadas com a exposição à luz solar, provocando as queimaduras. Com apenas 5 minutos de exposição ao sol pode ocorrer a formação de bolhas.

De acordo com Celso Sodré, diretor da SBD, esses produtos até têm capacidade de bronzear a pele, já que potencializam o raio ultravioleta, mas os riscos à pele e à vida são enormes.

Bronzeamento artificial

Outro recurso que, apesar de não ser recomendado pela SBD, é muito procurado durante o ano todo é o bronzeamento artificial. "Não indicamos porque os efeitos são até mais nocivos do que ir à praia sem o protetor solar", diz o presidente da SBD.

Em novembro de 2002, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária proibiu a prática de bronzeamento artificial para menores de 16 anos. Jovens de 16 a 18 anos só podem usar as câmaras de bronzeamento com autorização do responsável legal. O cliente deve ainda assinar um termo no qual declara ter conhecimento dos riscos à saúde.

Fonte: O Estado de São Paulo - SP

Veja mais sobre bronzeamento artificial: a opção de risco e a opção segura.

Mais notícias