Dermatologia OnlineDermatologia Online

Saúde e Beleza da pele
Publicidade
Siga-nos no Twitter Facebook
Enviar
Doenças da Pele

Líquen simples crônico, neurodermatite circunscrita

O que é?

Líquen simples crônico é o nome que se dá a uma condição que surge em consequência do ato de coçar ou esfregar a pele repetitivamente, que também é conhecida como neurodermatite circunscrita.

Não é um processo primário. O quadro surge como uma resposta da pele a algum estímulo que gera coceira (dermatite atópica, picadas de insetos, ferimentos) e leva o indivíduo a coçar a pele continuamente. Este ato repetido de forma crônica, provoca o espessamento da pele que é característico da liquenificação.

A ansiedade e a tensão emocional, em pessoas predispostas, tem um papel importante neste processo, levando o paciente a coçar compulsivamente o local e perpetuando o quadro em um círculo vicioso, já que a liquenificação provoca mais coceira o paciente coça mais, provocando mais liquenificação...

Manifestações clínicas

As lesões do líquen simples crônico tendem a ocorrer em áreas facilmente alcançáveis para a coçadura. O sintoma mais importante é a coceira, que pode apresentar períodos de melhora e piora, mas se mantém por longo tempo.

Devido à coçadura constante, a pele se torna espessada e endurecida, com acentuação dos sulcos naturais. As lesões são ásperas, descamativas e bem delimitadas. Podem ser avermelhadas ou escuras e apresentar outras lesões menores ao seu redor.

liquen estriado

Tratamento

Para que o tratamento do líquen simples crônico tenha sucesso é fundamental que o paciente compreenda que ele precisa parar de coçar o local, já que este é o motivo da perpetuação do quadro.

Para o controle da coceira, importante para evitar que o paciente continue traumatizando o local, está indicado o uso de anti-histamínicos por via oral, de preferência, aqueles que tenham ação sedativa.

Nas lesões, o uso de pomadas de corticosteróides sob oclusão aumentam a penetração e a eficácia do medicamento, além de criar uma barreira física à coçadura.

Outras medicações de uso local como doxepina, capsaicina, pimecrolimus e tacrolimus podem ser utilizados pelos os pacientes que, por algum motivo, não possam usar os corticosteróides.

Pacientes muito ansiosos podem necessitar de medicação ansiolítica para controle do seu estado emocional.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima - Dermatologista

Veja também...


Encontre um dermatologista



 

 
fale com o doutor
area medica

Publicidade

Receba a nossa Newsletter!

Enviar
Publicidade
 
Publicidade

Todos os direitos reservados © Dermatologia.net 1996-2013
É proibida a reprodução de fotos e textos sem a nossa autorização expressa.