É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Realização: Barbosa Lima Dermatologia

Menu

Pesquisar

Como aparecem os sinais?

“Sinais” e “pintas” (dating sim best) são tão comuns que é raro alguém não ter pelo menos um. No entanto, pouquíssimas pessoas já nascem com os nevos.

As lesões vão surgindo na pele ao longo dos anos e o pico de surgimento ocorre na adolescência, diminuindo na idade adulta.

Continua logo abaixo!

Continuando…

Os nevos melanocíticos são tumores benignos que se originam dos melanócitos. Estas são as células da pele que produzem o pigmento responsável pela sua cor, a melanina.

sinais ou nevos
Nevos melanocíticos (sinais escuros)

Apesar de imperceptíveis, as células que dão origem aos sinais já estão presentes ao nascimento e se multiplicam ao longo dos anos. Com o crescimento lento, mas progressivo, acabam por se tornar visíveis.

Os fatores que estimulam o seu crescimento parecem estar ligados à genética e à exposição solar.

Aspecto dos nevos

Nem todos os sinais são parecidos, podendo apresentar diferentes formatos e cores (cor da pele, marrom, preto, avermelhado ou azulado). Podem ser planos ou elevados, redondos, ovalados ou de formato irregular. A distribuição da cor pode ser uniforme ou desigual.

Não acabou… Continua logo abaixo!



Continuando…

Os nevos mais comuns tem as seguintes características:

  • Arredondados
  • De cor marrom uniforme
  • Elevados
  • Simétricos
  • Pequenos
  • Com bordas bem demarcadas

Alguns fatores podem aumentar o tamanho e/ou alterar a pigmentação dos sinais, como a puberdade, a gravidez e a exposição ao sol.

Sinais “anormais”

As células de alguns nevos melanocíticos podem se transformar em um tipo perigoso de câncer de pele, o melanoma. Os nevos com mais tendência a sofrer esta transformação são os nevos displásicos.

Por isso é importante saber como realizar o auto-exame da pele para perceber modificações precoces que possam indicar quando um sinal deve ser removido.

Além disso, anualmente, faça uma visita ao seu dermatologista para que ele possa examinar sua pele e detectar possíveis lesões suspeitas.

O câncer de pele tem cura quando é diagnosticado e tratado precocemente.

.

Publicado por: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista Titular da SBD
Site: www.barbosalima.com.br
Instagram: @dr.robertobarbosalima

.

Dr. Roberto Barbosa Lima

Coordenador do Dermatologia.net

Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Saiba mais

O câncer de pele é curável

Procure o Dermatologista

Surgiu um sinal novo? Não perca tempo! O câncer de pele, quando tratado precocemente, pode ser curado.

Saiba mais

Desenvolvido por Visana Comunicação