É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Realização: Barbosa Lima Dermatologia

Menu

Pesquisar

Micose das unhas: tratamento longo

A onicomicose (micose das unhas) é uma doença provocada por fungos que se “alimentam” de queratina, material do qual as unhas são formadas.

A doença pode se manifestar de várias formas, como: descolamento (a unha fica ôca), espessamento, formação de manchas e, até mesmo, a deformação e destruição da unha.

Continue a ler após a publicidade…



Micose das unhas exige tratamento prolongado

Para se obter sucesso no tratamento, o fungo deve ser totalmente eliminado da unha. Para que isto ocorra, a unha doente deve ser totalmente substituída pela uma saudável, livre do fungo.

micose das unhas
Micose das unhas

Como o crescimento da unha se faz de forma muito lenta, este processo demanda tempo: cerca de 6 meses para as unhas das mãos e cerca de 12 meses para as unhas dos pés.

Estas características fazem da onicomicose uma doença de tratamento complicado, pois exige paciência e perseverança no uso da medicação, além da unha ser um local de difícil penetração dos produtos para aplicação tópica.

Em muitos casos, é necessário o uso de medicação por via oral conjuntamente com os medicamentos de uso local, para se obter maiores chances de cura. Caso a infecção já tenha atingido a matriz da unha, é mandatório que a medicação por via oral seja incluída no tratamento.

Nestes casos, a medicação via oral é geralmente mantida por cerca de 3 a 4 meses, e a medicação de uso local deve ser utilizada até o completo restabelecimento da unha.

Continue a ler após a publicidade…



Persistência leva ao sucesso

Apesar de ser doença de difícil tratamento, é possível se obter bons resultados quando se tem persistência no uso da medicação. A indicação dos medicamentos adequados depende de cada caso, e deve ser feita por um médico dermatologista.

micose das unhas
Cura após 9 meses de tratamento

Entretanto, mesmo quando o tratamento é feito adequadamente, nem sempre se consegue a cura. Os motivos podem ser a resistência do fungo ao medicamento utilizado ou características pessoais de dificultem a ação do mesmo. Nestes casos os medicamentos podem ser trocados até que se consiga o resultado esperado.

.

.

Publicado por: Dr. Roberto Barbosa LimaDermatologista Titular da SBD
Instagram: @dr.robertobarbosalima

.

.

Gostou? Compartilhe!

Dr. Roberto Barbosa Lima

Coordenador do Dermatologia.net

Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Saiba mais

O câncer de pele é curável

Procure o Dermatologista

Surgiu um sinal novo? Não perca tempo! O câncer de pele, quando tratado precocemente, pode ser curado.

Saiba mais

Desenvolvido por Visana Comunicação