É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Angiomatose bacilar ou angiomatose epitelióide

O que é angiomatose bacilar?

Angiomatose bacilar é uma doença bacteriana, sistêmica, caracterizada por formar lesões avermelhadas e elevadas que afetam a pele, mucosas, fígado, baço e outros órgãos.

As lesões assemelham-se às do Sarcoma de Kaposi, sendo muitas vezes confundidas com as desta doença.

É causada pelas bactérias Bartonella quintana ou Bartonella henselae (a mesma que provoca a doença da arranhadura do gato). Usualmente, a infecção é transmitida pelo piolho corporal ou por pulgas de gatos domésticos.



Afeta principalmente pacientes com imunodeficiência, particularmente aqueles com AIDS ou HIV. Apenas raramente a angiomatose bacilar é vista em pacientes imunocompetentes.

Manifestações clínicas da angiomatose bacilar

A doença se manifesta pelo surgimento de numerosas lesões elevadas, de coloração vermelha a púrpura. O tamanho varia de pequeninas lesões puntiformes até a nódulos que podem chegar a 10cm de tamanho. Localizam-se na pele ou logo abaixo dela.

Podem aparecer em qualquer local do corpo e o número pode variar de apenas uma a dezenas de lesões. Quando feridas, as lesões sangram bastante. Raramente são encontradas nas palmas das mãos, plantas dos pés ou na boca.

angiomatose bacilar

Com o aumento do número de lesões, o paciente pode apresentar febre alta, aumento de linfonodos (ínguas), náusea, vômitos, suores, calafrios e perda de apetite.

A angiomatose bacilar também pode provocar o crescimento descontrolado de vasos sanguíneos, dando origem a massas semelhantes a tumores nos órgãos.

Estas massas pode afetar os ossos, fígado, baço, linfonodos, coração e os tratos gastrointestinal e respiratório. Neste último, pode levar à obstrução da passagem do ar.

O diagnóstico pode ser confirmado através do exame histopatológico da biópsia de uma lesão cutânea. Se a doença não for diagnosticada e tratada adequadamente, pode trazer ameaça à vida.

Tratamento da angiomatose bacilar

A angiomatose bacilar é tratada com antibióticos. O tratamento deve ser administrado até que as lesões desapareçam totalmente, o que ocorre em cerca de 3 a 4 semanas ou por um período maior, se necessário.

Entre os antibióticos utilizados estão a eritromicina (que costuma ser a primeira opção), a doxiciclina e a tetraciclina.

Pode ser necessária a drenagem de linfonodos aumentados. Medicação de suporte para os casos graves, como hidratação, analgesia e antitérmicos para a febre.

 

E compartilhe!

Desenvolvido por Visana Comunicação