É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Realização: Barbosa Lima Dermatologia

Menu

Pesquisar

Gonorréia ou blenorragia

O que é?

A gonorréia é a mais comum das doenças sexualmente transmissíveis (DST), provocada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae. Também é conhecida pelo nome de blenorragia, pingadeira ou esquentamento.

A principal forma de transmissão da gonorréia é por meio de relação sexual com pessoa infectada, seja essa relação oral, vaginal ou anal, sem o uso de preservativo. Mesmo sem apresentar sintomas, as mulheres contaminadas transmitem a bactéria causadora da doença.

Pode ocorrer também, durante o parto, transmissão da mãe contaminada para o bebê. Caso esse tipo de transmissão aconteça, corre-se o risco de o bebê ter os olhos gravemente afetados, podendo levar à cegueira.

Manifestações clínicas da gonorréia

Nos homens, a gonorréia atinge a uretra (canal por onde sai a urina) e nas mulheres, essa doença atinge principalmente o colo do útero.

Entre dois e oito dias após relação sexual desprotegida, a pessoa passa a sentir ardência, dor e dificuldade para urinar. Às vezes, pode-se notar um corrimento amarelado ou esverdeado e, algumas vezes, até mesmo com sangue, que sai pelo canal da urina, no homem, e pela vagina, na mulher.

Caso não seja tratada, a gonorréia pode provocar esterilidade, atacar o sistema nervoso (causando meningite), afetar os ossos e o coração.

Tratamento

Como o contágio é feito pela prática sexual, a melhor forma de prevenir-se contra a gonorréia é fazer uso do preservativo em todas as relações sexuais.

A gonorréia é tratada com medicamentos antibióticos específicos para a doença, que devem ser indicados pelo médico após o correto diagnóstico.

É importante ressaltar que corrimentos são muito comuns em mulheres. Portanto, sua ocorrência não significa, necessariamente, sinal de DST. Em caso de corrimento vaginal, o médico poderá fazer o correto diagnóstico e indicação de tratamento adequado.

Fonte: Ministério da Saúde, DST-AIDS .

Dr. Roberto Barbosa Lima

Coordenador do Dermatologia.net

Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Saiba mais

O câncer de pele é curável

Procure o Dermatologista

Surgiu um sinal novo? Não perca tempo! O câncer de pele, quando tratado precocemente, pode ser curado.

Saiba mais

Desenvolvido por Visana Comunicação