É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Xantelasma

O que é?

O xantelasma é a forma mais comum de apresentação dos xantomas. Os xantomas são lesões cutâneas que ocorrem em pessoas que apresentam distúrbios no metabolismo dos lipídeos (gorduras), especialmente o colesterol, dando origem ao acúmulo de gordura dentro de células de defesa presentes na pele, os macrófagos.

Os macrófagos englobam a gordura que se deposita nos tecidos na tentativa de eliminá-la, como fazem com microorganismos. No entanto, eles não conseguem destruir a gordura, que se deposita na pele dando origem aos xantomas.



O xantelasma são os xantomas que aparecem nas regiões palpebrais. Não necessariamente estão relacionados com alterações dos lipídeos sanguíneos, podendo ser decorrentes apenas de alterações locais do metabolismo das gorduras.

Manifestações clínicas do xantelasma

As lesões do xantelasma aparecem nas regiões palpebrais, principalmente nas superiores e, em geral, de forma simétrica, como se percebe na foto abaixo. As lesões são planas, formando placas pouco elevadas, de coloração amarelada ou acastanhada, limites bem definidos e tem consistência mais endurecida que a pele ao redor.

Começam como um pequeno ponto e vão crescendo gradativamente ao longo de meses até formar as placas características da doença. Não causam qualquer sintoma local e o incômodo é apenas estético.

xantelasma

Lesões típicas do xantelasma nas pálpebras

Tratamento

O tratamento do xantelasma visa a destruição ou retirada cirúrgica das lesões. Pode ser feito através da aplicação de substâncias cáusticas para a cauterização química, eletrocoagulação, laser ou retirada cirúrgica com fechamento por sutura (pontos). A escolha do tipo de tratamento vai depender da extensão das lesões e de cada caso, devendo ser indicada pela dermatologista.

Exames para avaliação dos lipídeos sanguíneos devem ser solicitados em pacientes com xantelasma e, caso se apresentem em níveis elevados, medidas para a sua redução devem ser iniciadas.  Elas ajudarão a evitar o surgimento de novas lesões e, principalmente, são importantes para diminuir o risco cardiovascular decorrentes desta condição.

Dieta pobre em gordura, rica em fibras e a prática de exercícios físicos devem ser recomendadas.  Alguns pacientes podem necessitar de medicação hipolipemiante para conseguir diminuir os níveis sanguíneos de colesterol.

Outras imagens

Veja mais imagens de xantelasma.

 

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa LimaDermatologista Sócio Titular da SBD

 

E compartilhe!

xantelasma

E compartilhe!

Desenvolvido por Visana Comunicação