É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Clínica Barbosa Lima
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Preenchimento de ácido hialurônico sólido

As técnicas de preenchimento de rugas vem sendo utilizadas no mundo todo com sucesso, inclusive no Brasil. O produto mais utilizado é o ácido hialurônico formulado em gel, que é injetado sob as rugas.

Apesar dos bons resultados com este produto, pesquisadores já estão trabalhando em uma próxima geração de preenchedores que inclui uma forma sólida, como uma linha.

Ácido hialurônico sólido

O Dr. Geoffrey Gurtner afirma que um preenchedor de ácido hialurônico, de forma sólida funcionou bem e provocou menos dor em um estudo com 31 pessoas.

A pesquisa, apresentada na reunião anual da Academia Americana de Cirurgiões Plásticos, em Denver, foi conduzida na América do Sul para o preenchimento de rugas perioculares (“pés de galinha”) e da testa e para aumentar os lábios e melhorar o seu contorno.

O preenchedor, que é fino como um fio de cabelo, não tem como ser injetado. Ao invés disso, ele é posicionado com uma agulha por baixo da ruga facial. Pouco tempo após a inserção, o fio começa a se hidratar e se transforma em um gel.

Menos dor na aplicação do preenchimento

Os médicos envolvidos com o estudo disseram que foi mais fácil e mais rápido de aplicar o produto do que as injeções de gel e que os pacientes reportaram menos dor.

Segundo o Dr. Gurtner, autor do estudo, o preenchedor pode ser colocado na exata posição e profundidade desejada sem se espalhar, sendo mais previsível o resultado do que com os outros tratamentos. Isso permitiria melhores resultados ao se preencher linhas aos redor dos olhos e da boca ou rugas lineares longas.

Se for mal posicionado, o material pode ser removido e se espera que o novo preenchedor tenha o mesmo perfil de segurança do ácido hialurônico em gel e que dure aproximadamente o mesmo tempo.

Mais estudos serão necessários antes que o produto possa ser colocado a venda no mercado, cuja previsão é para 2013.

Fonte: Dermatology Daily/AAD e Los Angeles Times (20/09/11)

E compartilhe!

Desenvolvido por Visana Comunicação