Dermatologia OnlineDermatologia Online

Saúde e Beleza da pele
Publicidade
Siga-nos no Twitter Facebook
Enviar
Artigos Especiais

Estou com um problema na pele. O que fazer?

Apareceu um problema na sua pele e você está tentando descobrir o que pode ser e como poderá resolvê-lo. Este artigo vai ajudá-lo com regras gerais sobre como proceder nestes casos. O objetivo não é diagnosticar o problema pois, para isso, é preciso ser um médico dermatologista. A idéia é oferecer uma ferramenta que o oriente a fazer o que é certo.

Está te incomodando muito?

Se o problema está realmente incomodando você, procure um dermatologista. Não importa se é um problema de pele que parece comum ou se outras pessoas não dão importância a ele. É a sua pele e, se você acha que deve procurar um médico, faça isso.

Até problemas simples ou que podem ser facilmente tratados podem provocar grandes incômodos se você não sabe o que fazer com eles. Imagine que você não sabe que tem uma micose nos pés. Você até pode suportar a coceira e queimação durante alguns dias, mas vai chegar a hora em que você não vai mais aguentar o incômodo. A solução pode ser simples, como um creme para micoses mas, se você não sabe nem o que tem, como vai tratar?

O tempo de duração

Geralmente, se o problema está demorando a sumir e você se preocupa com isso, é muito provável que você precise consultar um dermatologista. Decidir se aquele sinal que você tem na pele há mais de 20 anos está se transformando para um câncer é uma tarefa que você prefere que seja realizada por quem entende do assunto.

É muito comum aparecerem problemas de pele que durem um ou dois dias e desapareçam por si só. No entanto, alguns avisos que devem te levar a procurar o médico o quanto antes são: dor, placas inchadas na pele associadas a dificuldade de respirar, surgimento de bolhas extensas ou bolhas com sangue que também atinjam a boca, escurecimento abrupto da pele com manchas roxas ou intensa descamação.

Experiência anterior com o problema

Se você já teve este problema antes, provavelmente é a mesma doença. Pode parecer simplificado, mas muitas pessoas pensam que se o problema volta é porque não foi diagnosticado corretamente.

No entanto, muitas doenças da pele não são necessariamente curadas e sim, controladas. Doenças como acne, eczema de contato, dermatite atópica, dermatite seborréica ou psoríase podem melhorar com o tratamento e depois reaparecer, e isso pode depender de vários fatores.

Você deve se educar sobre a sua doença para saber o que esperar no futuro. Alguns problemas precisam de tratamento contínuo para serem mantidos sob controle. Se a medicação for interrompida, a doença pode voltar.

Doenças diferentes podem se parecer

As doenças de pele são, muitas vezes, bastante parecidas. Aquela irritação que o seu amigo teve, apesar de parecida com a sua, pode não ser a mesma doença que você está tendo agora e, da mesma forma, o tratamento que foi prescrito para ele pode não ser o indicado para o seu caso.

Sendo assim, evite jogos de adivinhação e usar medicamentos sem a indicação de um médico. O tratamento inadequado, além do risco de efeitos colaterais, pode mascarar sinais e sintomas que serão importantes para o dermatologista fazer o correto diagnóstico do seu problema e isso vai atrasar a resolução dele.

Veja também

Mais Artigos Especiais


Encontre um dermatologista



 

Publicidade

Todos os direitos reservados © Dermatologia.net - desde 1996
É proibida a reprodução de fotos e textos sem a nossa autorização expressa.