Dermatologia OnlineDermatologia Online

Saúde e Beleza da pele
Publicidade
Siga-nos no Twitter Facebook
Enviar
Doenças da Pele

Condiloma acuminado ou verruga genital ("crista de galo")

O que é?

É um tipo de verruga que ocorre nas mucosas da região genital ou anal, provocada pelo papilomavírus humano (HPV). São auto-inoculáveis, podendo se disseminar através do contato das lesões com áreas não atingidas, e transmitidas pelo contato direto com pessoas contaminadas.

Afeta principalmente as pessoas adultas, sendo o ato sexual a forma mais comum de contágio. Quando acomete crianças, deve-se levar em consideração a hipótese de abuso sexual.

Manifestações clínicas

O condiloma acuminado é caracterizado por lesões vegetantes (com aspecto de "couve-flor"), róseas ou esbranquiçadas, úmidas e mais macias que as verrugas comuns.


Mais fotos

O tamanho pode variar desde pequenos pontos, algumas vezes imperceptíveis, isolados ou agrupados, até a lesões de grandes dimensões, podendo chegar ao condiloma gigante de Buschke-Lowenstein, decorrente do crescimento exagerado das lesões, que forma massa tumoral de grande tamanho e pode evoluir para um carcinoma verrucoso (câncer) no pênis.

Nas mulheres, as lesões provocadas por alguns tipos de HPV podem favorecer o surgimento do câncer de colo do útero.

Quando os condilomas ocorrem fora das mucosas, na pele do genitais ou regiões perigenitais e perianais, formam lesões elevadas, da cor da pele ou mais escuras, semelhantes às verrugas virais que acometem a pele de outras áreas do corpo.

Tratamento

O tratamento das verrugas genitais consiste na sua destruição, que pode ser feita através de procedimentos cirúrgicos, pela cauterização química das lesões (uso de substâncias cáusticas) ou pela criocirurgia (destruição das lesões pelo nitrogênio líquido).

Substâncias de uso tópico, como a podofilotoxina e o imiquimod (imunomodulador de uso tópico), também demonstraram eficácia no tratamento. Quando as lesões ocorrem em grande número, pode ser necessária a estimulação imunológica do paciente para que o seu próprio organismo ajude a combater as lesões.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima - Dermatologista

Veja também...



Encontre um dermatologista



 

 
Publicidade

Todos os direitos reservados © Dermatologia.net - desde 1996
É proibida a reprodução de fotos e textos sem a nossa autorização expressa.