É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Podofilotoxina: tratamento das verrugas genitais

Os condilomas acuminados são verrugas de origem viral localizadas nos órgãos genitais e áreas ao seu redor. O vírus responsável é o papilomavirus humano (HPV), o mesmo que causa a verruga vulgar.

A forma mais comum de transmissão da doença é através de relações sexuais sem proteção, sendo uma doença sexualmente transmissível muito frequente.



O diagnóstico e tratamento precoce dos condilomas evitam possíveis complicações ou exacerbação dos sintomas, além de evitar a transmissão para outras pessoas.

Lesões podem ser imperceptíveis

Clinicamente, a doença se caracteriza pela formação de lesões na mucosa genital ou na pele dos genitais que variam de pequenos pontos esbranquiçados a grandes lesões vegetantes (aspecto de couve-flor). Algumas lesões podem ser imperceptíveis.

podofilotoxina para condiloma acuminado

Lesões verrucosas do condiloma acuminado (HPV)

O tratamento convencional destas verrugas é feito através da cauterização química, criocirurgia ou eletrocoagulação das lesões visíveis, sendo muito comum o posterior aparecimento de novas lesões que, durante o tratamento, não eram perceptíveis a olho nu.

Tratamento de lesões imperceptíveis com podofilotoxina

Para o tratamento das lesões ainda imperceptíveis, um medicamento, sob a forma de creme, cujo princípio ativo é a podofilotoxina, permite que o tratamento seja feito de maneira mais simples, pelo próprio paciente.

A podofilotoxina é um antiviral obtido através da resina de podofilina, da planta Podophyllum emodi. A sua substância ativa é considerada antimitótica pois impede a divisão celular, através da inibição ou suspensão da mitose, entre outras alterações intra-celulares. Tem a vantagem de não ser tóxica como a podofilina, pois tem um índice de absorção sistêmico baixo.

O creme de podofilotoxina é aplicado em casa, em ciclos semanais de tratamento, de acordo com a orientação do médico e, em geral, a eliminação das verrugas varia de acordo com o tamanho da lesão, em um período de 1 a 4 semanas.

Além do tratamento das lesões pequenas, o creme de podofilotoxina representa um avanço importante no controle do reaparecimento de novas lesões, pois trata também aquelas que ainda não são visíveis a olho nu e que escapam ao tratamento convencional.

A podofilotoxina está disponível sob diversos nomes comerciais, dependendo do país de fabricação. No Brasil a versão mais comum é o creme de podofilotoxina (5g/0.15%) mas em outros países existe também sob a forma de solução (3ml / 0.5%). Algumas farmácias também fazem a manipulação do ingrediente ativo podofilotoxina.

Contra-indicações e reações adversas

Na utilização da podofilotoxina tópica, pode ocorrer irritação e ardor ao redor das lesões nos primeiros dias de tratamento mas, geralmente, estes sintomas são leves.

Alguns usuários também relatam um aumento da sensibilidade da pele. O creme deve ser aplicado apenas na zona com lesões e não em pele saudável.

Está contra-indicado nos casos de:

  • mulheres grávidas, pensando engravidar ou amamentando
  • pessoas com hipersensibilidade à podofilotoxina
  • Consumo de álcool (pode exacerbar toxicidade)
  • Mulheres durante o período menstrual

 

Fontes: Ingrediente ativo Podofilotoxina (121doc Brasil); Wartec Podofilotoxina (GlaxoSmithKline Brasil Ltda); Podofilox (Mayo Clinic)

 

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista

 

E compartilhe!

Desenvolvido por Visana Comunicação