Dermatologia OnlineDermatologia Online

Saúde e Beleza da pele
Publicidade
Siga-nos no Twitter Facebook
Enviar
Doenças da Pele

Hiperpigmentação pós-inflamatória

O que é?

A hiperpigmentação pós-inflamatória é um problema frequentemente encontrado e representa uma sequela de diversos processos que afetam a pele, como doenças, feridas ou procedimentos terapêuticos, entre eles: infecções, reações alérgicas, traumas físicos, queimaduras ou doenças inflamatórias como o lupus ou o liquen plano.

O escurecimento da pele é decorrente do processo inflamatório, que altera a atividade dos melanócitos (células que produzem a melanina, pigmento que dá cor à pele) que aumentam a produção da melanina e a sua distribuição para as células da epiderme. Também pode ocorrer quando a inflamação rompe a camada mais inferior da epiderme e o pigmento se deposita na segunda camada da pele, a derme.

Manifestações clínicas

A doença se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras ou acastanhadas onde originalmente ocorreu alguma inflamação da pele. A coloração varia de marrom claro a negro.

Hiperpigmentação após aplicação de laser para depilação

Mais fotos de hiperpigmentação pós-inflamatória

Tratamento

O tratamento é feito com o uso de substâncias despigmentantes, aplicadas na pele sob a forma cremes, géis ou loções. A associação dos despigmentantes com alguns tipos de ácidos e corticosteróides geralmente aumenta a eficácia daqueles.

Peelings superficiais podem acelerar o processo facilitando a penetração dos despigmentantes e ajudando a remover o pigmento das camadas superiores da pele. A combinação de tratamentos tópicos, peelings e uso de proteção solar tende a obter os melhores resultados.

Quando o pigmento se localiza mais profundamente, na derme, a melhora é mais difícil, exigindo persistência para se obter um bom resultado que, às vezes, pode ser limitado.

Hiperpigmentação pós trauma antes e depois: melhora parcial

Os resultados dos tratamentos variam de pessoa para pessoa, dependendo da resposta individual a cada tipo de tratamento, assim como os medicamentos mais indicados vão variar de acordo com cada caso, e devem ser indicados pelo médico dermatologista.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima - Dermatologista

Veja também...



Encontre um dermatologista



 

 
Publicidade

Todos os direitos reservados © Dermatologia.net - desde 1996
É proibida a reprodução de fotos e textos sem a nossa autorização expressa.