É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Realização: Barbosa Lima Dermatologia

Menu

Pesquisar

Condiloma acuminado (verruga genital)

O que é?

O condiloma acuminado (verruga genital, crista de galo) é um tipo de verruga que ocorre nas mucosas da região genital ou anal, provocada pelo Papilomavírus humano (HPV), mesmo vírus causador da verruga viral, também conhecida como verruga vulgar.

O condiloma acuminado afeta principalmente pessoas adultas e pode ser adquirido através do contato direto com pessoas contaminadas, sendo a transmissão durante o ato sexual a forma mais comum de contágio, mas não a única.

Continua logo abaixo!

Continuando…

As lesões são auto-inoculáveis, podendo se disseminar através do contato da verruga com áreas não atingidas pela doença.

Manifestações clínicas do condiloma acuminado

O condiloma acuminado é caracterizado por lesões vegetantes (com aspecto de “couve-flor”), róseas ou esbranquiçadas, úmidas e mais macias que as verrugas comuns.

condiloma acuminado
Condilomas acuminados no corpo do pênis

O tamanho pode variar desde pequenos pontos, algumas vezes imperceptíveis, isolados ou agrupados, até a lesões de grandes dimensões, podendo chegar ao condiloma gigante de Buschke-Lowenstein, decorrente do crescimento exagerado da verruga, que forma massa tumoral de grande tamanho e pode evoluir para um carcinoma verrucoso (câncer) no pênis.

Nas mulheres, as lesões provocadas por alguns tipos de HPV podem favorecer o surgimento do câncer de colo do útero.

Quando os condilomas ocorrem fora das mucosas, na pele do genitais ou regiões perigenitais e perianais, formam lesões elevadas, da cor da pele ou mais escuras, semelhantes às verrugas virais que acometem a pele de outras áreas do corpo.

Não acabou… Continua logo abaixo!



Continuando…

Tratamento

O tratamento das verrugas genitais consiste na sua destruição, que pode ser feita através de procedimentos cirúrgicos, como a eletrocoagulação, pela cauterização química das lesões (uso de substâncias cáusticas) ou pela criocirurgia (destruição das lesões pelo nitrogênio líquido).

Substâncias de uso tópico, como a podofilotoxina e o imiquimod (imunomodulador de uso tópico), também demonstraram eficácia no tratamento. Quando as lesões ocorrem em grande número, pode ser necessária a estimulação imunológica do paciente para que o seu próprio organismo ajude a combater as lesões.

Outras imagens

.

Publicado por: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista Titular da SBD
Site: www.barbosalima.com.br
Instagram: @dr.robertobarbosalima

.

Dr. Roberto Barbosa Lima

Coordenador do Dermatologia.net

Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Saiba mais

O câncer de pele é curável

Procure o Dermatologista

Surgiu um sinal novo? Não perca tempo! O câncer de pele, quando tratado precocemente, pode ser curado.

Saiba mais

Desenvolvido por Visana Comunicação