Dermatologia OnlineDermatologia Online

Saúde e Beleza da pele
Publicidade
Siga-nos no Twitter Facebook
Enviar
Artigos Especiais

Melanoma: fatores de risco e prevenção

O melanoma é um câncer de pele que se origina nos melanócitos, as células que produzem a melanina, pigmento que dá cor à pele. É o tipo de câncer da pele mais perigoso, pois pode produzir metástases, se espalhando mais facilmente e mais rapidamente do que os outros.

A incidência do melanoma vem aumentando e é de grande importância que o seu diagnóstico seja feito o mais cedo possível pois, se retirado antes de produzir metástases, ele é totalmente curável.

Fatores de risco

Abaixo, listamos vários fatores de risco para se ter um melanoma. Em quanto mais fatores a pessoa se enquadrar, maior o risco de vir a ter a doença.

  • ter um sinal que está se modificando
  • ter síndrome do nevo atípico (displásico)
  • ter um sinal maior que 15cm de diâmetro desde o nascimento
  • ter a pele branca
  • ter tido um outro câncer da pele
  • ter um parente próximo que tenha tido melanoma
  • ter histórico de diversas queimaduras solares antes dos 30 anos
  • ter mais de 50 sinais
  • ter supressão do sistema imune
  • ter tendência a se queimar ou produzir sardas ao invés de bronzear

Medidas de prevenção e regra do ABCD

A melhor prevenção é saber se a pessoa se enquadra em qualquer dos fatores de risco acima e, neste caso, aumentar os cuidados relacionados à proteção solar.

Para quem se enquadra em um dos fatores, está indicado o uso de protetores solares com fator de proteção 15 ou maior sempre que sair ao sol. Se se enquadrar em vários fatores, a proteção deve ser ainda mais cuidadosa. Em ambos os casos, a pessoa deve também consultar um dermatologista anualmente para avaliação da pele.

Outra importante medida é aprender a reconhecer sinais suspeitos, usando a regra do ABCD:

  • Assimetria ou formato irregular: desenhe uma linha dividindo o sinal em 2 partes. Se as metades são diferentes, mais chance de ser anormal.
  • Bordas irregulares: as bordas de sinais atípicos não são bem definidas ou são "denteadas".
  • Coloração variada: um sinal com diferentes tonalidades de cor indica mais chance de ser anormal, especialmente se todos os outros sinais do corpo tem coloração uniforme.
  • Diâmetro maior que 6 milímetros: a maioria dos melanomas se espalha horizontalmente antes de se espalhar verticalmente. Sinais maiores que o diâmetro de um lápis devem ser suspeitos.

Se você tiver um sinal na sua pele com estas características ou tiver dúvidas sobre ele, procure o seu dermatologista. Ele poderá dar as orientações necessárias sobre como proceder.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima - Dermatologista

Veja também

Mais Artigos Especiais


Encontre um dermatologista



 

fale com o doutor
area medica

Publicidade

Receba a nossa Newsletter!

Enviar
Publicidade
 
Publicidade

Todos os direitos reservados © Dermatologia.net 1996-2013
É proibida a reprodução de fotos e textos sem a nossa autorização expressa.