É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Realização: Barbosa Lima Dermatologia

Menu

Pesquisar

Lavar as mãos em excesso pode danificar a pele

Lavar as mãos várias vezes por dia, ou esfregar álcool para limpá-las, tornou-se um hábito comum a todos nós durante os últimos meses.

lavar as mãos

São as recomendações de higiene para se evitar a contaminação pelo novo coronavírus, causador da Covid-19.

Apesar de necessárias, o uso repetitivo de produtos de limpeza nas mãos pode danificar a pele, comprometendo a sua função de barreira protetora, por não haver um intervalo suficiente para esta se recuperar entre cada lavagem.

Continua logo abaixo!

Continuando…

Quando isso ocorre, pode surgir uma condição conhecida como eczema crônico por irritante primário, frequente nos profissionais que trabalham em cozinha.

As manifestações típicas são vermelhidão, descamação e rachaduras na pele, que vai ficando fina, com diminuição das impressões digitais.

As rachaduras, especialmente, são bastante incômodas e dolorosas. Podem ser porta de entrada para infecções. Além disso, favorecem uma irritação ainda maior pelos agentes de limpeza.

Sintomas comuns são coceira, ardência, dor, sensação de queimação e pinicação, principalmente após o contato com as substâncias agressoras.

Alguns cuidados ao lavar as mãos

Para prevenir os danos causados à pele pelo excesso de lavagens, deve-se dar preferência aos sabonetes mais suaves e ao álcool gel com agentes hidratantes na sua composição.

Quando for necessário o contato com detergentes e sabões mais agressivos, como para lavar a louça, recomenda-se o uso de luvas de látex ou pvc, principalmente no caso de profissionais de cozinha ou de limpeza.

Se já houver ressecamento, o uso de cremes hidratantes após cada lavagem das mãos pode ajudar a evitar que ele se agrave, o que pode levar ao surgimento de rachaduras.

Não acabou… Continua logo abaixo!



Continuando…

Se já houver rachaduras, deve-se evitar hidratantes que contenham uréia, pois podem provocar ardência e irritação.

No caso do eczema já instalado, é necessário o uso de medicamentos para controlar a inflamação, assim como produtos que recuperem a função de barreira da pele. O médico dermatologista indicará o produto mais adequado para cada caso.

.

Publicado por: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista Titular da SBD
Site: www.barbosalima.com.br
Instagram: @dr.robertobarbosalima

.

Dr. Roberto Barbosa Lima

Coordenador do Dermatologia.net

Especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Saiba mais

O câncer de pele é curável

Procure o Dermatologista

Surgiu um sinal novo? Não perca tempo! O câncer de pele, quando tratado precocemente, pode ser curado.

Saiba mais

Desenvolvido por Visana Comunicação