É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Imiquimode: opção para tratar melanoma in situ

imiquimodeSegundo estudo publicado na revista Dermatologic Surgery, o creme de imiquimode pode ser uma alternativa de tratamento para pacientes com melanoma in situ que não possam ser submetidos à cirurgia. O melanoma é tipo de câncer de pele mais perigoso.

Pesquisadores conduziram um estudo retrospectivo com 12 pacientes, com média de idade de 79 anos, que apresentavam melanoma in situ comprovado por biópsia e que foram tratados com imiquimode creme a 5%, entre 2004 e 2015, no setor de Dermatologia do Dartmouth-Hitchcock Medical Center, em New Hampshire.

Os pacientes foram instruídos a aplicar o creme sobre a área afetada por 6 a 12 semanas, diariamente ou somente nos dias de semana. Pacientes que foram submetidos à tratamento cirúrgico prévio foram excluídos do estudo.

O tempo médio de acompanhamento foi de 5 anos e meio. Três pacientes aplicaram tazaroteno creme a 0.1% diariamente por 2 semanas antes de iniciar o tratamento com imiquimode somente nos dias de semana por 12 semanas. Os outros pacientes aplicaram apenas o creme de imiquimode por 6 a 8 semanas, sem tratamento prévio.

Recorrências com imiquimode são maiores do que com a cirurgia

Dois pacientes tiveram recorrência do melanoma no local (17%), incluindo um paciente com recorrência do melanoma in situ no dorso nasal após mais de 5 anos do tratamento ter sido completado e outro paciente que teve três recorrências do melanoma, sendo que a primeira ocorreu 10 meses após o fim do tratamento com o imiquimode.

“Os achados reforçam estudos publicados previamente que sugerem que o imiquimode tópico tem potencial para ser usado com sucesso no tratamento do melanoma in situ”, disse o pesquisador. “Entretanto, este tipo de terapia pode apresentar maior taxa de recorrência do que o tratamento convencional de retirada cirúrgica.”

“Portanto, cuidados devem ser tomados em selecionar pacientes que sejam apropriados para esta modalidade não invasiva de tratamento e o acompanhamento de longo prazo destes pacientes deve ser altamente recomendado”, acrescentou.

Cirurgia é padrão ouro para o tratamento do melanoma in situ

Para finalizar, os pesquisadores concluem: “apesar da cirurgia continuar sendo considerada o tratamento padrão ouro para o melanoma in situ, o tratamento com imiquimode representa uma opção de tratamento não invasivo para os pacientes que não puderem ser submetidos à cirurgia.”

Fonte: Park, AJ, et al, Dermatologic Surgery, 2017

 

E compartilhe!

Câncer de Pele

Saiba o que é e aprenda a se prevenir

O câncer da pele é um tumor formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicam-se de...

Saiba mais

Fale com o Doutor

Encontre um Dermatologista

Utilize o nosso sistema de busca para encontrar o dermatologista na localidade ideal para você!

Ir à Busca
Publicidade
Desenvolvido por Visana Comunicação