É fácil prevenir-se contra o câncer de pele. Saiba como clicando aqui!

Área Médica
Siga-nos:

Menu

Pesquisar

Melanoma: passo a passo do diagnóstico

O melanoma é um câncer de pele que se origina nos melanócitos, as células que produzem a melanina, pigmento que dá cor à pele.

É o tipo de câncer da pele mais perigoso, pois pode produzir metástases, se espalhando mais facilmente e mais rapidamente do que os outros, com grande potencial de letalidade.

Por isso, é de grande importância que o seu diagnóstico seja feito o mais cedo possível pois, se retirado antes de produzir metástases, ele é totalmente curável.

Salvo por uma alergia

O paciente do caso mostrado abaixo foi salvo por uma alergia que surgiu na sua face e que o fez procurar um dermatologista. Durante a consulta, também se queixou de coceira nas costas e o médico, ao examiná-lo, notou uma lesão suspeita de ser um melanoma (foto abaixo) da qual o paciente não se queixava.

melanoma

A lesão foi submetida a uma dermatoscopia, quando é examinada com um aparelho que permite observar mais detalhadamente lesões da pele, o dermatoscópio. No caso de lesões pigmentadas, a dermatoscopia favorece a detecção de características que indicam maior ou menor risco de malignidade. A foto abaixo mostra como a lesão é vista durante o exame.

dermatoscopia do melanoma

Como a dermatoscopia mostrou características que confirmavam a suspeita de malignidade, a lesão foi submetida a uma biópsia excisional. Neste procedimento, a lesão é retirada cirurgicamente, com margem de segurança pequena, para ser avaliada ao microscópio (exame histopatológico). Na foto abaixo, a elipse desenhada marca a área de pele que será removida.

cirurgia do melanoma

Um mês após a retirada dos pontos, vemos como ficou o resultado da cirurgia para biópsia excisional, que deixou uma discreta cicatriz linear.

cicatriz pos cirurgia do melanoma

Se o exame histopatológico confirmar o diagnóstico de melanoma, será necessário realizar um aumento das margens de segurança, para diminuir a chance do melanoma voltar a aparecer no local.

Quando isto ocorre, uma segunda cirurgia é realizada para retirar uma área adicional de pele ao redor da cicatriz da primeira cirurgia. O quanto de pele será retirado varia de acordo com a espessura do tumor, que é medida no exame histopatológico. Esta medida é conhecida como Índice de Breslow.

Prevenção ainda é o melhor tratamento para o melanoma

Este paciente teve a sorte de ir ao dermatologista por causa da alergia na face e teve o melanoma diagnosticado. Caso contrário, o tumor teria evoluído silenciosamente, com risco de produzir metástases e se tornar letal.

A prevenção ainda é a melhor forma de se tratar o melanoma. Por isso, ressaltamos a importância do auto-exame da pele e da realização de uma consulta anual com o dermatologista.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima – Dermatologista

E compartilhe!

Câncer de Pele

Saiba o que é e aprenda a se prevenir

O câncer da pele é um tumor formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicam-se de...

Saiba mais

Fale com o Doutor

Encontre um Dermatologista

Utilize o nosso sistema de busca para encontrar o dermatologista na localidade ideal para você!

Ir à Busca
Publicidade
Desenvolvido por Visana Comunicação